(41) 99208-8808
CRP-PR 08/19451

Gabriele Lederer

Seja bem vindo (a) ao meu site!

Sou psicóloga, graduada em Psicologia pela Universidade Tuiuti do Paraná.
Especialista em Terapia Analítico-Comportamental pelo Instituto de Análise do Comportamento de Curitiba.

Mestre em Psicologia Clínica pela Universidade Federal do Paraná.
Realizo atendimento a adolescentes, adultos e casais. Atuo com a abordagem analítico-comportamental, que se destaca pela sua consolidação no meio científico.

LEIA MAIS

E se a vida pudesse ser mais leve?”

 A psicoterapia que realizo é um processo voltado para amenizar seu sofrimento, independente da forma que ele assume. É um espaço no qual sua vulnerabilidade será acolhida, e suas dificuldades e necessidades serão tratadas com respeito e exclusividade. É uma oportunidade na qual você poderá aprender a lidar com as dificuldades da vida, tornando-a mais leve e satisfatória.

Saiba mais

CASAIS

Os problemas de um casal podem surgir nos mais variados momentos. Alguns sinais de que o relacionamento não anda bem são: crises provenientes da má comunicação, dificuldades em lidar com as diferenças, discórdias recorrentes quanto à educação dos filhos, dificuldades para solucionar problemas em conjunto e aumento das interações negativas entre o casal (negligência ou agressividade frente aos sentimentos e pensamentos do outro).

ADULTOS

Os diversos papéis que desempenhamos no dia-a-dia exigem muita disposição e uma série de habilidades que nem sempre possuímos. O processo de psicoterapia pode fornecer ferramentas para lidar com as demandas do mundo atual. Além disso, investir em bem-estar e autoconhecimento diminui o risco de desenvolvimento das doenças físicas e mentais.

ADOLESCENTES

A adolescência é um período de transição da infância para a fase adulta. Ele é repleto de transformações, físicas, emocionais, afetivas, sociais e cognitivas. O adolescente precisa aprender a assumir algumas responsabilidades, como, a escolha da carreira e de relacionamentos construtivos. Essa é uma fase difícil, tanto para o adolescente que começa a lidar com as exigências de uma vida adulta, quanto para os pais, que precisam permitir que seus filhos tomem algumas decisões por conta própria.

Eu ME amo e TE amo

Vou iniciar esse texto fazendo uma pergunta básica para o leitor: No caso acima (título), a ordem dos fatores altera o produto? Eu ME amo e TE amo/Eu TE amo e ME amo, o que vem antes? O amor próprio ou o amor ao próximo?

Provavelmente você está pensando que não faz muita diferença, afinal de contas, para que o relacionamento dê certo deve existir amor ao próximo em primeiro lugar. Errado! Faz diferença e muita! Muitos relacionamentos fracassam por falta de amor próprio e “excesso de amor pelo parceiro”. Parece piada né? Mas não é, e tenho uma ótima explicação para isso.

Continua…

Vou iniciar esse texto fazendo uma pergunta básica para o leitor: No caso acima (título), a ordem dos fatores altera o produto? Eu ME amo e TE amo/Eu TE amo e ME amo, o que vem antes? O amor próprio ou o amor ao próximo?

Logo, como alguém que ama age com a pessoa amada? Alguém que sabe o verdadeiro significado do amor age sempre em prol da felicidade do outro, deixando de lado o egoísmo.
Por exemplo: eu sei que o meu parceiro adoraria fazer aquele tão sonhado curso do qual me falou várias vezes…