(41) 99208-8808

Relacionamento entre pais e filhos

O bom relacionamento entre pais e filhos é essencial para o desenvolvimento psicológico da criança/adolescente. Uma educação permeada de conflitos entre pais e filhos pode gerar uma série de consequências a curto e longo prazo, que vão desde comportamentos agressivos e queda no desempenho escolar, até transtornos psicológicos mais severos. A procura dos pais por orientação na relação entre pais e adolescentes (e crianças também), e em como conduzir uma educação “saudável”, vem crescendo consideravelmente. Frequentemente os pais chegam ao consultório cheios de queixas, dúvidas e angústias, não sabendo ao certo como o psicólogo pode ajudá-lo nessa difícil tarefa de educar. A orientação psicológica para pais e adolescentes (e crianças) tem sido uma ferramenta poderosa e benéfica para os pais que procuram dar o melhor de si.

Como funciona

Em primeiro lugar, é importante mencionar que frequentemente os pais que me procuram “já tentaram de tudo” e “já deram o seu melhor”, e mesmo assim não conseguiram moldar o comportamento do filho conforme gostariam. Isso, muitas vezes gera um sentimento de frustração e desespero. Provavelmente esses pais receberam determinado tipo de educação que “funcionou”, mas não está funcionando com o filho. Pois bem! Conforme o tempo vai passando, a educação também muda!

Os tempos agora são outros e as demandas da atual sociedade na qual vivemos, também são outras. Por exemplo, há alguns anos atrás, as crianças não tinham tanto acesso a computadores, jogos eletrônicos e internet como hoje em dia. Esse fato gera uma série de contextos no dia-a-dia que exige que os pais adotem novas práticas educativas, diferentes daquelas que seus próprios pais adotaram. Sendo assim, a orientação na relação entre pais e adolescentes e crianças visa instrumentalizar os pais para que possam conduzir uma educação positiva na sociedade de hoje. Em outras palavras, a orientação psicológica para pais e adolescentes ensina novas práticas educativas que tem como objetivo “moldar” os filhos (desde bem pequenos) para que sejam adolescentes e adultos responsáveis e independentes.

Além disso, a orientação na relação entre pais e adolescentes ensina aos pais estratégias de prevenção de conflitos entre pais e filhos, por meio da compreensão do comportamento humano. Isso quer dizer que, a orientação para pais não se baseia em simples conselhos aleatórios, e sim, em regras ou princípios do comportamento estudados por pesquisadores do mundo todo há mais de 60 anos.

Para finalizar, a psicologia para adolescentes também inclui a orientação dos pais, uma vez que essa é uma fase complexa e de muitas mudanças. Na adolescência é de especial importância que o relacionamento entre os pais e o adolescente seja afetivo e fortalecido. Dessa forma será mais fácil para os pais manterem o equilíbrio entre o amor e os limites.

Sinais que podem indicar a existência de problemas no relacionamento entre pais e filhos

O simples fato de existirem conflitos frequentes no ambiente familiar já pode indicar a existência de problemas no relacionamento. Esses conflitos podem ter diversas causas e aparecer se maneiras diferentes no comportamento das crianças/adolescentes, como por exemplo: agressividade e desobediência (não somente em casa, mas em outros ambientes, como a escola), queda no rendimento escolar (originado muitas vezes da falta de disciplina em sala de aula) ou rebeldia excessiva, como “falta de limites” e comportamento desafiadores. Timidez excessiva e isolamento social também podem ser sinais que o relacionamento com os pais não anda muito bem. É importante lembrar que, para confirmar essas hipóteses (ou descartá-las), consulte o psicólogo!

Agende seu atendimento