(41) 99208-8808

Transtorno Borderline

O que é o Transtorno?

O Transtorno de Personalidade Borderline, também conhecido como Transtorno de Personalidade Limítrofe, é uma condição que limita consideravelmente a vida dos indivíduos, uma vez que apresentam problemas graves e sofrimento intenso. Algumas das características dos indivíduos com transtorno borderline são a instabilidade nos relacionamentos e a presença de comportamentos autolesivos, o que acaba causando muito sofrimento também, aos familiares, amigos e outras pessoas que convivem com o indivíduo com Transtorno de Personalidade Borderline.

Causas do Transtorno Borderline

Segundo a Teoria Biossocial, os fatores envolvidos no surgimento do Transtorno de Personalidade Limítrofe são vários e abrangem esferas biológicas e ambientais. A principal premissa dessa teoria é que o transtorno borderline é principalmente uma disfunção do sistema de regulação emocional, que resulta de irregularidades biológicas combinadas com certos ambientes disfuncionais, bem como de sua interação e transação ao longo do tempo.

Sintomas

O DSM – V – Manual Estatístico e Diagnóstico de Transtornos Mentais apresenta uma série de sintomas borderline, que podem ser agrupados em 5 áreas principais:

  1. Desregulação emocional: As respostas emocionais dos indivíduos com transtorno borderline são bastante reativas. Existe uma grande dificuldade com episódios de depressão, ansiedade e irritabilidade, bem como problemas com a raiva e sua expressão.
  2. Desregulação interpessoal: Os relacionamentos geralmente são caóticos, instáveis, intensos e marcados por dificuldades. Apesar disso, os indivíduos com transtorno borderline apresentam dependência dos parceiros e consideram difícil abrir mão dos relacionamentos.
  3. Desregulação comportamental: É comum a presença de comportamentos impulsivos, extremos e problemáticos, bem como comportamentos suicidas. Tentativas de se ferir, mutilar ou de se suicidar são comuns nos indivíduos com transtorno borderline.
  4. Desregulação cognitiva: Os indivíduos com transtorno borderline podem apresentar formas breves de desregulação do pensamento, incluindo despersonalização, dissociação e delírios, que podem ser causados por situações estressantes, e geralmente passam quando o estresse diminui.
  5. Disfunção do Self (senso de si próprio): Frequentemente os indivíduos borderline relatam um sentimento de vazio e de desconhecimento sobre a própria identidade.

Como identificar o Transtorno Borderline

O diagnóstico do Transtorno de Personalidade Borderline requer uma minuciosa avaliação clínica, que deve ser realizada por psicólogos e psiquiatras. Porém, existem alguns sinais que podem indicar a presença do transtorno em um indivíduo: intolerância à solidão, desvios sexuais, automutilação, esforços suicidas, abuso ou dependência de substâncias, solidão, tédio ou vazios crônicos, relacionamentos tempestuosos, regressões em tratamentos psicológicos e/ou psiquiátricos, ansiedade e raiva crônica, preocupações com abandono, vida financeira caótica, dificuldades de organização, perda do controle da raiva e dificuldade de se manter em um trabalho.

Como a terapia pode ajudar

O tratamento do transtorno borderline por meio da Terapia Comportamental Dialética vem mostrando resultados positivos, uma vez que auxilia o indivíduo com transtorno borderline a lidar com suas fortes emoções, ensinando-o novas habilidades.

Alguns objetivos do tratamento do transtorno borderline são: reduzir comportamentos suicidas, comportamentos que interferem na terapia e comportamentos que interferem na qualidade de vida do cliente, promover habilidades comportamentais, aumentar a autovalorização, promover a solução ativa de problemas e a comunicação precisa das emoções. Em outras palavras, o objetivo do tratamento é proporcionar ao cliente “uma vida que valha a pena viver”.

Agende seu atendimento